Júri internacional avalia os melhores cafés do 11º Prêmio Região do Cerrado Mineiro

Júri internacional avalia os melhores cafés do 11º Prêmio Região do Cerrado Mineiro
Clique aquiClique aquiClique aqui
BannerSilas
bannerPATROCINIOVIP_800x200px (2)
PamonhariaSM
RA_PERFUMARIA
Onnet

A Federação dos Cafeicultores do Cerrado realizou a Etapa de Ranqueamento Regional do 11° Prêmio Região do Cerrado Mineiro, de 26 a 28 de setembro. Um júri internacional avaliou os 60 melhores cafés produzidos nesta safra, sendo 30 naturais, 18 de fermentação induzida e 12 cerejas descascados.

Clique aquiClique aquiClique aqui
PamonhariaSM
BannerElias
RA_PERFUMARIA (1)
Onnet (1)
BannerSilas (1)
bannerPATROCINIOVIP_800x200px-2

Promovido pela Federação dos Cafeicultores do Cerrado, com apoio do Sebrae Minas, o Prêmio tem como objetivo reconhecer e premiar os melhores cafés dos 55 municípios que compõem a Região do Cerrado Mineiro, valorizando o árduo trabalho dos cafeicultores na produção de cafés de alta qualidade.

O julgamento dos lotes finalistas foi conduzido por 12 árbitros, incluindo três Q-Graders internacionais dos Estados Unidos. Entre os jurados estavam o Head Judge Silvio Leite, o Head Scientific judge, Dr. Leandro Paiva, pesquisador no Instituto Federal de Machado; o Head Technical Judge, Ronaldo Dantas, Diretor da Savassi Coffees; Hugo Portes da Sucafina; Maryana Castro da NKG Group; Luis Salvio da Nucoffee; João Jarduli da Montsanto Tavares Group e Cafebras; Carolina Franco da Lucca Cafés Especiais; Tiago de Mello Felipe da Pato Rei; James Fairbrass da Proudmary; Philip Hand da Ground Work Coffee e Eric David Wolf da Casa Brasil.

“É muito importante o Brasil ter diferentes regiões, as denominações de origem e isso representa os sabores que vêm dessas regiões, como o Cerrado Mineiro. Eu acho que este cupping é uma ótima maneira de identificarmos esses sabores e mostrar como os cafeicultores podem se destacar na produção, ano após ano, dos atributos que achamos que estão representados aqui nesta região. A qualidade está crescendo e, às vezes, os produtores precisam fazer coisas que não estão acostumados para criar mais sabores novos no café, especialmente quando estão tentando alcançar uma qualidade superior. É um grande prazer e uma honra estar aqui”, avalia Philip Hand da Ground Work Coffee.

“O concurso vem ressaltar as características do terroir Cerrado Mineiro. Ano após ano, temos percebido muita qualidade, diversidade em termos de doçura, de sabor, tendência a frutas, caramelo, toque floral, compondo o menu de cafés especiais fornecidos pela Região do Cerrado Mineiro. Ainda temos muito espaço para evoluir, atendendo a expectativa do consumidor final com um produto de altíssima qualidade. Houve evolução em aspectos técnicos da safra passada para essa, ou seja, os cafés nas três categorias estão com mais intensidade, o que é bastante positivo”, pontua Silvio Leite.

De 5 de outubro a 14 de novembro, ocorrerá a Etapa Campeões Cooperativas do 11º Prêmio RCM, com a realização da Expocaccer (5/10), Coopadap (19/10), Carmocer (20/10), Carpec (26/10), Coocacer (11/11) e monteCCer (14/11).

“É importante ressaltar que a etapa de Ranqueamento Regional representa um passo fundamental na identificação e no reconhecimento da qualidade do café produzido na Região do Cerrado Mineiro. A dedicação e o esforço dos cafeicultores são reconhecidos e celebrados nesta fase do prêmio. Nossos agradecimentos às cooperativas e associações do sistema RCM, bem como aos dedicados árbitros que contribuíram com suas avaliações imparciais. Desejamos boa sorte a todos os cafeicultores que participarão desta etapa final, e esperamos que o sucesso continue a brilhar sobre a indústria cafeeira do Cerrado Mineiro”, destaca o diretor executivo da Federação dos Cafeicultores do Cerrado.

Elias Miranda de Resende

Diretor Patrocínio VIP

Deixe um comentário